Sequência didática: sensibilização – Quais são os hábitos alimentares das crianças?

Sequência didática :Quais são os hábitos alimentares das crianças?livro: Orientações curriculares Proposições de Expectativa de Aprendizagem do Ensino fundamental I – Natureza e sociedade  página 171  – da Secretaria da Educação do Município de São Paulo ano de 2007.

História – identificar costumes alimentares dos habitantes da cidade ( comida caseira,pré-pronta, fast food) e suas mudanças e permanência no tempo.

Geografia- reconhecer matéria- prima e indústria, tendo com referências produtos artesanais e indústria do cotidiano.

Ciências – hábitos alimentares das crianças no geral saudáveis ou industrializados.

Leitura de um texto sobre alimentos.

Levantamento de hipóteses:  as crianças na escola fazem duas listas sobre alimentos que eles consideram saudáveis e outros alimentos que consideram prejudiciais à saúde e causam obesidade.

Organizar um  modelo de cardápio adequado (coletivo)

Trabalhar a pirâmide de alimentos e os alunos nomearem vários alimentos e suas categorias.

Observação: esta sequência didática está em andamento em sala de aula e de acordo com o avanço nos estudos realizados estarei redigindo, pois o projeto Como produzimos é possível apresentar variáveis alimentares. Dentro desta atividade estaremos  atrelando ao projeto horta com verduras, legumes e temperos saudáveis.

Anúncios

Desafio matemático 3

Desafio matemático 3 – Verificar a quantidade de baleia jubarte tem em um oceano simulado.

Material: uma cuba de plástico transparente, 200 bolinhas de gude verdes e 20 bolinhas um pouco menores vermelhas, um copo medidor de açúcar de 250 ml (mililitro).

As bolas de gude são colocadas na cuba  seria o oceano e as 20 bolinhas vermelhas as baleias jubartes , misturar as bolas a cada medição  dividir a cuba em quadrantes e recolher com o copo medidor de 250 ml e verificar a quantidade de baleias que aparecem na coleta.

Num primeiro  momento vamos realizar as estimativas de baleias em cada quadrante e verificar a coleta, marcando o resultado em uma tabela e cada aluno terá a oportunidade de realizar 3 coletas. Qual o resultado que os alunos vão obter com a atividade?

Adaptação de uma atividade observada em uma exposição de matemática no SESC Santo Amaro em meados de 2005.

Aplicação do desafio matemático 2

Atividade 2.

A mãe de Antônio comprou uma pizza, e deveria dividir a pizza em 8 fatias iguais, como você dividiria a pizza de forma que todos pudessem comer de forma igual? Desenhe a pizza e realize a divisão da forma mais satisfatória.Doc1

Os alunos procuraram dividir de diversas forma na transversal com duas paralelas, em vários cruzamentos aleatoriamente.

Uma aluna dividiu a pizza usando duas retas em 90º ficando 4 pedaços depois ela fez o mesmo procedimento mudando o ângulo, obtendo no final um total de 8 pedaços iguais.

Aplicação do desafio 1

Atividade 1  barra de chocolate

Marcos trouxe para o lanche uma barra de chocolate, e resolveu dividir a barra de chocolate com seu melhor amigo Luís, na hora de dividir apareceu a Martinha , então como Marcos dividiu o seu chocolate? a). comeu sozinho; b).dividiu com o Luís; c). Deu a barra de chocolate para a Martinha; d). dividiu entre os três. Qual é a melhor solução em cada situação?

Os alunos dividiram ou não a barra de chocolate. Teve um grupo que resolveu que só o Marcos comeria o chocolate, outro grupo só o Marcos e o Luís, já teve um grupo que só Martinha comeu o chocolate e finalmente, um grupo que dividiu em três partes iguais o chocolate.

Uma curiosidade: uma aluna dividiu em três partes iguais e deixou um pedaço, ao ser questionada sobre o pedacinho final, ela argumentou que de tanto pensar ela merecia uma lasquinha da barra de chocolate.

Sequência didática:Como os alimentos são produzidos e chegam até nós?

Sequência didática : Como os alimentos são produzidos e chegam até nós? livro: Orientações curriculares Proposições de Expectativa de Aprendizagem do Ensino fundamental I – Natureza e sociedade  página 171 a 173 – da Secretaria da Educação do Município de São Paulo ano de 2007.

Material pode ser localizado no Portal da Cidade de São Paulo – Educação – biblioteca pedagógica.

Problematização: Esatratégias: Ciências:Identificar origem e processos básicos de produção de alguns alimentos não industrializados e industrializaados a partir de embalagens e outras referências.

Geografia: Identificar percursos dos alimentos desde a produção até o consumo.

Elaborar mapas relacionados a história dos alimentos, origem, local de plantação, da rpodução e do consumo.

Leitura de informações de ingredientes em rótulos de produtos industrializados ( suco, pão, açúcar entre outros.) compará-los com alimentos “in natura” como exemplo laranja, alface, cebola, entre outros alimentos naturais.

Elaborar hipóteses sobre a função dos conservantes como pães e sucos industrializados.

Preparar uma pesquisa utilizando perguntas em feiras, mercadinhos, hipermercados, escolhendo pessoas a serem entrevistadas.

Como sensibilização assistir a um vídeo sobre o processo da cadeia produtiva de laticínios.

Produto final ou avaliação: elaborar um mapa da localidade onde moram os alunos e a distribuição dos alimentos industrializados e não industrializados, podendo observar mapas de sua cidade ou estado ou até um mapa do Brasil localizando onde estão a matéria- prima, a indústria que transforma .

Faixa etária: alunos do 4º ano do ensino fundamental I de 9 anos.

Esta atividade está ligada à sensibilização: Quais são os hábitos alimentares das crianças?

Sequência didática: Como os alimentos são conservados?

Sequência didática: Como os alimentos são conservados?

livro: Orientações curriculares Proposições de Expectativa de Aprendizagem

do Ensino fundamental I – Natureza e sociedade  página 172 a 174 – da Secretaria da Educação do Município de São Paulo ano de 2007.

Material pode ser localizado no Portal da Cidade de São Paulo – Educação – biblioteca pedagógica.

Problematização – Estratégias:

História – Identificar processos de produção, de conservação, de circulação que abastecem a cidade, e os sujjeitos históricos neles envolvidos, considerando suas mudanças e permanências no tempo.

Ciências 1 – Reconhecer técnicas de conservação de alimentos comco: resfriamento e adição de substâncias, sal conservantes, ácidos.

Ciências 2 – Reconhecer sinais de transformações como: bolores, colônias de bactérias e gases, que ocorrem com a deterioração de alimentos ou de suas embalagens quando não são conservados.

Contextualização: levantar conhecimento de conservação de alimentos.

Sensibilização: Leitura sobre a conservação de alimentos no antigo Egito.

Levantamento de hipóteses: quais alimentos utilizam conservantes eos que não usam.

Experimentação: elaborar experimento deixando banana e / ou maçã cortadas em três potes, um em contato direto com o ar, outro em vidro fechado, e um terceiro pote usando limão ou vinagre, que são substâncias químicas. registrar as hipóteses, e observaro resultado após 1 ou 2 horas.

Pesquisa: pesquisar as embalagens, e latas, verificar o prazo de validade.

Pesquisa em diversas fontes, observar e realizar o registro.

Síntese: Comparar hábitos alimentares em diferentes tempos, com questionários, o que mudou ou não mudou, organizar tudo no coletivo e sintetizar.

Apreciar utensílios antigos, imagens, livros de receitas.

Avaliação: apresentação das atividades em comunicação oral com degustação de alguns tipos de alimentos.

Natureza e sociedade como aplicar

Eixo Natureza e Sociedade

Os conteúdos de Ciências, História e Geografia foram inseridos em um único eixo denominado de Natureza e Sociedade no ensino fundamental I.

Dentro desse eixo temático,  está a diretriz principal que é ” Ler e  escrever”, onde podemos utilizar o “Mão na Massa” – O ABC da iniciação científica, como metodologia investigativa.

A metodologia investigativa, pressupões a construção do conhecimento a partir do que os alunos já sabem, possibilitando o estabelecimento de uma rede significativa de vivências ou experiências compartilhadas na sala de aula, onde a iniciação científica alia-se ao uso social da língua, na forma de leituras e registros em diferentes linguagens, proporcionando um avanço nas questões da leitura e da escrita.

A metodologia investigativa propõe etapas de estratégias tais como:

Contextualização: levantar um tema ou questão, a partir do cotidiano do aluno, ampliando do mediato para um plano global.

Sensibilização: A partir de diferentes gêneros textuais, podemos sensibilizar os alunos, e levantar uma questão desafiadora, com isso motivando o aluno a realizar pesquisas e experimentos para chegar a um resultado.

Questionamento: suscita a curiosidade do aluno, levando-o a encontrar soluções.

Levantamento de hipóteses: em geral relacionado ao senso comum, deverá confrontar suas hipóteses com a pesquisa.

Experimentação ou vivência da investigação.

Confronto das observações: soluções encontradas por diferentes caminhos.

Questionamento dos resultados.

Registro dos procedimentos e observações realizadas durante o percurso.

Pesquisa em diversas fontes para comprovar os resultados obtidos.

Síntese coletiva, com o resultado mais satisfatório

Aplicação dos conhecimentos, em avaliações e ampliação do repertório tanto da língua como de vida.

Entradas Mais Antigas Anteriores