Pegadinhas – desafio

Cidade de Guarapari, Espírito Santo, Brasil.

Image via Wikipedia

1. Quanto aniversários fez alguém que viveu 78 anos, 1o meses e 6 dias?

Fez 78 aniversários, os meses e dias só servem para confundir.

2. Quantas horas leva uma viagem da capital do Rio Grande so Sul `capital de Natal?

Nenhum, pois Natal é uma capital e não um estado.

3. Se você sai de São Paulo dirigindo um ônibus com 0 passageiros, deixa 18 e pega 14 no Rio de Janeiro e chega ao Espírito Santo às 12 horas do dia seguinte, você é capaz de dizer o nome do motorista?

Ele tem o seu nome, pois o motorista é você.

4. Se João levou 2 horas para cavar um buraco. Quantas horas ele levaria para cavar meio buraco?

Nenhum por que não existe meio buraco.

5. Se há 3 maçãs numa vasilha e você pega 2, com quantas você fica?

Com 2 o número de maçãs que você pegou.

6. Um criador tem 18 bois. Todos morrem, menos 7. Quantos ficam?

Apenas 7 bois não morreram.

Se você ficou curioso ou curiosa, procure os desafios e as pegadinhas em qualquer Revista Recreio.

Anúncios

Produção de verbetes

157

Image by willy_ochayaus via Flickr

Objetivos:

-Relacionar o verbete de enciclopédia infantil à situação comunicativa e ao suporte em que circula originalmente.

– Produzir verbete a partir de informações coletadas em pesquisas prévia, levando em conta o gênero e o seu contexto de produção.

-Revisar e editar o texto focalizando os apspectos educativos na análise e reflexão sobre a lingua e linguagem.

-Identificar com o auxílio do professor, possíveis elementos da organização interna do verbete: título, organizdos e expansão do tema.

-Examinar o uso de recursos gráficos no verbete, negrito, itálico, marcadores e numeração.

_ Compreender a função dos numeração.

– Compreender a função dos numerais na orientação de submissão do tema.

Encaminhamentos:

A atividade deverá ser dada com a ajuda da profesora.

Os alunos realizarão a atividade individual e em duplas.

Conhecer bem o assunto a ser pesquisado.

Modelo de atividade:

Escolha uma espécie de animal

Iniciar o verbete pelo nome do animal em destaque (negrito) como entrada do verbete.

Colocar entre parênteses, a origem do nome do animal se possível o nome científico.

Escrever de modo resumido a principal característica de alimentação desse animal, se é herbívoro, insetívoro, carnívoro, onívoro, se come mais frutas, insetos, peixes ou sobres de outras espécies, se vai em busca de alimentos, à noite ou de dia.

Relacionar outras características do animal, onde vive, se tem predadores, se é selvagem ou doméstico, se é terrestre ou aquático, se voa ou não.

Desenvolver a explicação dos hábitos alimentares da espécie.

Fazer um desenho para ilustrar o verbete.

Atividade realizada a partir do 4ºano do ensino fundamental de 9 anos.

Material de apoio – Caderno de apoio e aprendizagem Língua Portuguesa 4º ano.

 

 

 

 

 

 

 

Mediação entre o texto e o aluno leitor

Alguns livros da colecção Uma Aventura.

Image via Wikipedia

Considerando que a prática de Leitura se realiza como interação entre textos e leitores, há tarefas que todos os professores como mediadores de leitura precisam realizar antes , durante e depois da mesma.

Antes da leitura

– Levantamento do conhecimento prévio sobre o assunto.

– Expectativa em função do suporte.

– Expectativa em função dos textos de capa, quarta-capa, orelha, etc.

– Expectativa em função da formação do gênero (divisão em colunas, segmentação do texto…).

– Expectativas em função do autor ou instituição responsável pela publicação.

– Antecipação do tema ou idéia principal, a partir dos elementos para textuais, como títulos, subtítulos, epígrafes, prefácios, sumários.

Antecipação do tema ou idéia principal a partir do exame de imagens ou de saliências gráficas.

-Explicitação das expectativas de leitura a partir da análise dos índices anteriores.

– Definição dos objetivos da leitura.

Durante a leitura

– Confirmação ou retificação das antecipações ou expectativas de sentido criadas antes ou durante a leitura.

– Localização ou construção do tema ou da idéia principal.

– Esclarecimentos de palavras desconhecidas a partir de inferências ou consultas a dicionários.

– Identificação de palavras- chave para a determinação dos conceitos veiculados.

– Busca de informações complementares em textos de apoio e subordinados ao texto principal ou por meio de consulta a encicloédias, internet e outras fontes.

– Identificação das pistas linguísticas responsáveis pela continuidade temática ou pela progressão temática.

Utilização das pistas linguísticas responsáveis por introduzir no texto a posição do autor.

-Identificação do leitor-virtual a partir das pistas linguísticas.

-Identificar referenciais a outros textos, buscando informações adicionais  se necessário.

Depois da leitura

– Como a idéia que o texto apresenta se relaciona com o leitor.

– Como as proposições sustentadas pelo autor se relaciona com o leitor.

– O tema abordado com a época.

– Compartilhar e avaliar as conclusões ou dúvidas que o leitor apresenta após a leitura, o que aprendemos ou o que precisamos aprender.

Material de apoio – Livro sobre concepção de leitora do Referencial  de leitura e escrita -SMESP.

Indicação de leitura e pesquisa – Manual ECO Kids

Cover of "EcoKids: Raising Children Who C...

Cover via Amazon

Manual ECOKids da autora Marli Mitsunaga – Editora Caramelo

Estou indicando a leitura deste livro pois ajuda as professoras e professores a pesquisar e organizar atividades em sala de aula sobre ecologia, cidadania, saúde, cultura e diversão.

O manual auxilia as crianças e educadores a conscientizarem sobre as questões da sociedade em que vivem proteger o meio ambiente, é bem ilustrado.

As ilustrações são bonitas e interessante para os alunos, é um dos livro que existe uma fila de espera no dia de empréstimo de livros na sala de aula.

Está dividido por vários temas que podem ser estudados pelas crianças.

Tem também o site do ECOkids

http://www.2.uol.com .br/ecokid/

Traz jogos, receitas, pesquisas sobre meio ambiente para os alunos que estão na net.

Contação de histórias

Novos livros infantis da rede municial de ensino

Image by Prefeitura de Olinda via Flickr

Estou participando com meus alunos do Concurso Contadores de Histórias encantadas, e o livro do professor apresenta passos a serem trabalhados com os alunos para que estes sejam bons ouvintes, leitores que se apropriem das histórias vivenciando ao máximo.

Montamos uma caixa para que os alunos compartilhem suas histórias e todos os dias estamos lendo várias histórias e os alunos dão uma contribuição para a caixa, seus segredos e desejos.

Os alunos estão compartilhando suas histórias com os colegas.

Na próxima atividade o combinado foi estudo das Lendas e do folclore brasileiro e mundial, com uma fita que conta uma história aumenta um nó, até o final do ano a fita da sala terá vários nós de histórias dos alunos.

Todos os dias estarei compartilhando com os alunos a sequência de atividades que forem sendo realizadas na leitura e escrita.

Atividade sendo realizada para alunos do 4º ano do ensino de 9 anos.

Indicação de leitura- Revista Ciências Hoje da criança – Especial Química – A ciência que está em tudo

Portrait of Marie Skłodowska-Curie (November 7...

Marie Curie Image via Wikipedia

Estou indicando a Revista Ciências Hoje da Criança – nº225, ano 24, julho de 2011.

Tema central da revista nº225 – Especial Química – A ciência que está em tudo

tem matéria também sobre A química da transformação dos alimentos.

A incrível história da cientista Marie Curie

A revista contém: histórias enquadrinhos, cartazes de bichos para colecionar, jogos, experimentos, dicas de livros e de páginas na internet, textos divertods para quem gosta de aprender brincando.

Como a resvista do mês é um especial de química está distribuido em química para um mundo melhor, o que é  o que é, contos, cientista estudado, experimentos Por que alimentos , cosméticos e medicamentos estragam?, entre outros temas.

Observação: Os alunos gostam muito desta revista e procuram desenvolver alguma atividade.

Poesia narrativa- cordel – atividade inicial

Literatura de cordel REFON

Image via Wikipedia

Atividade:

Apresentar aos alunos alguns modelos de poesia narrativa usamos em sala de aula A raposa e as bananas de José Francisco Borges do livro Balaio de idéias.  Porto Alegre, Projetos.

Na poesia a raposa faminta está procurando pegar um cacho de bananas e faz um esforço, parecido com a fábula A raposa e as uvas de Esopo.

Cordel – vamos iniciar a apresentação de textos de Cordel, um tipo de poesia popular, para depois escreverem suas próprias poesias.

Encaminhamento:

Realizar levantamento prévio com os alunos sobre o que seria uma poesia narrativa.

Apresentar os textos de cordel.

Analisar as capas, explorando as imagens, realizando a leitura da imagem e opinar sobre qual conteúdo determinado cordel apresenta.

Observação: nesta etapa os alunos vão se divertir, lendo as curiosidades que o texto apresenta, as narrativas, todas rimando no decorrer do texto, informações e quadrinhas.

Este é o início para aprender a ler e escrever cordel, sempre em função de determinados verbos e de sua linguagem própria.

Atividade adequada para alunos do 4º ano em diante do ensino de 9 anos.

Entradas Mais Antigas Anteriores