Sugestão de atividade:Trabalhando com contos etnicorracial -1

Elefante,Zoo Barcelona,España.

Image via Wikipedia

Trabalhar com contos, como texto/narrativa curto que faz parte da tradição oral de uma comunidade.

Dada à diversidade étnica da população escolar.

Sugestão de leitura

O duelo entre o grande elefante e o pequeno coelho

Era uma vez um enorme elefante que, sem querer, afundou a pata numa toca de coelho. O dono da toca saiu furioso e reclamou; “Por que o senhor não presta atenção onde pisa? Veja, senhor elefante, minha querida casinha foi inteiramente destruída “.

desajeitado e envergonhado, o grande elefante não sabia o que responder, e achou melhor prosseguir em seu caminho. Sua atitude foi interpretada como indiferença pelo pequeno coelho, que começou a gritar uma série de ofensas. “Coelho, ou você fica quieto, ou eu vou pisar no que sobrou de sua minúscula toca!” bradou o elefante. O coelho gritou e saltou mais ainda. A briga foi tão ruidosa que chamou a atenção do resto dos animais da floresta. A raposa decidiu propor. ”  Caros senhores, melhor que decidam essa questão em um duelo.”

O elefante sorria feliz. Pensou que opobre coelhinho estava perdido. Mas o coelho não se intimidou. “Aceito o desafio!”, ele decretou, para espanto de todos. Lá veio o elefante pisando firmemente na direção do coelho. O pequeno em vez de sair correndo, enfiou a pata  no buraco de sua antiga toca e retirou dela dois ratinhos. Bem sabia ele que o imenso elefante, que não temia o tigre, o leão ou  o rinoceronte, simplesmente não podia suportar, a presença de ratos instruídos pelo coelho, os ratinhos subiram pela trompa do elefante, correram por suas orelhas e saltaram em suas costas, deixando-o nervoso. Os animais se divertiram com os saltos desengonçados do elefante, que fugiu para longe do coelho, prometendo jamais desafiá-lo outra vez.

Observação- leitura de texto onde pode ser abordado o preconceito, a discriminação, em uma situação de conflito, pode ser comparado ao cotidiano escolar.

Introdução de atividade para estudar as questões etnicorraciais.

Leitura para uma roda de conversa e levantamento do conhecimento prévio do aluno para  pesquisar mais  nestes estudos.

Atividade adequada a partir do 2º ano do ensino de 9 anos.

Anúncios